Cientistas Descobrem que Comer Menos Pode te Ajudar a Viver Mais - Reeducação Alimentar Para Vida

Cientistas Descobrem que Comer Menos Pode te Ajudar a Viver Mais


Você provavelmente já ouviu falar que não se encher de calorias todos os dias, além de manter um peso razoável, pode te ajudar a viver por mais tempo. Restringir calorias, como isso é chamado, pode prolongar a vida útil em até 15%, de acordo com uma série de estudos recentes.

Graças a um novo estudo da Brigham Young University, temos uma melhor compreensão desta afirmação.
No estudo da BYU, os pesquisadores testaram duas dietas em dois grupos de ratos. Um grupo teve uma dieta ilimitada; o outro, uma com 35% menos calorias, embora com toda a nutrição necessária para manter uma vida saudável.
Os cientistas descobriram que os roedores que não comiam tanto tinham um aumento quase linear de expectativa de vida, e que seus ribossomos – máquinas moleculares em células que fabricam proteínas – mostraram uma produção mais lenta.




Acontece que os ribossomos usam até 20% das reservas de energia da célula para construir as proteínas que permitem que ela funcione, e eles são máquinas biológicas complexas não tão fáceis de se destruir quando param de funcionar. É muito mais prático para eles serem reparados, mas para fazer isso corretamente, eles precisam abrandar sua produtividade.
Os pesquisadores descobriram que esta paralisação do trabalho pode, por sua vez, retardar o processo de envelhecimento, pois o tempo extra não gasto produzindo proteínas é usado para o autorreparo, permitindo uma máquina molecular mais eficiente para bombear um produto de alta qualidade de proteína.
Os ratos que tiveram vidas mais longas pareciam se sentir melhores a longo prazo, também. “Os ratos com restrição calórica estavam mais enérgicos e sofreram menos doenças”, disse o autor do estudo John Price, Ph.D. “E não é só porque eles estão vivendo mais tempo, mas porque eles são mais eficientes em manter seus corpos, eles são mais jovens por mais tempo também.”
A técnica ainda não foi confirmada para funcionar também em seres humanos, mas não há nenhum dano em reduzir saudavelmente sua ingestão de calorias, desde que você esteja recebendo os nutrientes adequados.

FONTE:Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)